BLOG

Por que adolescentes são alvo dos criminosos virtuais?

o-TEEN-CELL-PHONE-facebook.jpg

A internet é capaz de viralizar informações rapidamente: vídeos de humor, por exemplo, são amplamente espalhados em segundos por usuários em todo o mundo. E da mesma maneira, informações e dados pessoais podem ser achados e se tornar acessíveis a inúmeras pessoas, é o que chamamos de trilha virtual.

Normalmente os adolescentes são descuidados ao lidar com a própria privacidade virtual, e esse é um dos motivos pelo qual se tornam alvo de criminosos virtuais.

Temos um público cada vez mais jovem utilizando a internet, de acordo com o Boletim Desafios CEPAL – UNICEF em 2014- o Brasil lidera em número de crianças e adolescentes que usam as redes sociais em relação a outros países da América Latina. Entre crianças de 9 e 10 anos, 42% já participa das redes sociais, entre 11 e 12 anos 71%, entre 13 e 14, 80%, e entre 15 e 16, 83%. Esses dados também revelam que a preocupação com a segurança na rede também deve começar mais cedo.

Confira alguns motivos pelos quais os adolescentes são mais propensos a serem vítimas de criminosos virtuais.

Eles passam mais horas por dia na internet

Adolescentes vivem uma fase de transição e as estruturas sociais passam a ter muita representatividade em suas vidas. A maior exteriorização desses conceitos em ambiente online são as redes sociais, onde interagem por horas com uma gama cada vez maior de pessoas. Uma pesquisa realizada pela Fundação Nacional do Sono, nos Estados Unidos, constatou que mais da metade dos jovens entre 15 e 16 anos dorme 90 minutos menos do que o ideal por noite, o que pode ser prejudicial para a saúde.

Todo esse tempo de navegação, mesmo que de maneira não proposital, faz com que o adolescente esteja mais visível.

São mais inseguros

Por mais que um adolescente possa parecer seguro, ele de todo não é! As preocupações a respeito do seu futuro profissional, estudo, sexualidade e outras tantas incertezas da idade são um “ponto fraco” utilizado por criminosos virtuais, tanto para iniciarem o primeiro contato, quanto para parecerem aquele amigo descolado que depois de algum tempo descobrirá dados pessoais.

Querem conhecer pessoas 

Adolescentes normalmente cultivam uma rede farta de pessoas em seu círculo social online, eles não são muito fechados e seletivos. Essa ânsia por conhecer novas pessoas e situações é justamente a oportunidade que os criminosos virtuais estão esperando.

São impressionáveis

A inexperiência pode ser um fator decisivo para que os criminosos se aproximem de adolescentes, e o fato de ludibriar alguém que tem pouca vivência colabora para que isso ocorra.

Como prevenir os riscos digitais?

Lembra que falamos no início do texto sobre migalhas virtuais? Um dos primeiros passos para diminuir a incidência de ataques virtuais é não deixar dados importantes desbloqueados, com livre acesso. Além disso, deve-se instruir o adolescente para evitar que mapeiem a sua localização e a sua rotina, e não clicar em informações enviadas por desconhecidos.

A monitoração da navegação dos adolescentes por meio de soluções desenvolvidas para a prevenção de riscos virtuais também é essencial para que eles possam ter a segurança necessária no acesso à internet.

E você, como faz para manter seu filho adolescente longe dos riscos virtuais? Conte pra gente pelos comentários.